KARINAH: Nova estrela do samba recebe convidados e impressiona em show de estreia no Rio de Janeiro

KARINAH: Nova estrela do samba recebe convidados e impressiona em show de estreia no Rio de Janeiro

O comentário era unânime: “Que carisma, que furacão!”. Não houve quem não se admirasse com a cantora Karinah em seu show de lançamento, no Pier Mauá, Rio de Janeiro, quinta-feira passada (28). A artista não poupou esforços na apresentação de sua nova turnê para a mídia, contratantes e convidados, e trouxe um conceito de espetáculo e performance inovadores para o samba.
Reluzente e carismática, Karinah comandou com segurança uma banda de 13 músicos e recebeu no palco a bênção e o carinho dos amigos e cantores consagrados da nova geração MumuzinhoDudu Nobre e Xande de Pilares. “Ela é uma pessoa muito especial, que respira a música com muito amor e passa muita verdade no seu trabalho”, disse Mumuzinho. “Foi inesquecível receber a energia deles. E ainda fizeram uma surpresa pra mim cantando juntos e improvisando no final. Quase me mataram de emoção e de rir”, contou Karinah, logo após o espetáculo, se referindo ao pot-pourri de sambas-de-enredo puxados pelo trio.
Com figurino criado por Michelly X e inspirado nas musas pop internacionais, Karinah soltou a voz e o suingue em temas dançantes e românticos encantando os convidados em quase 2h de apresentação. No repertório, músicas que fazem parte da sua vida. Do atual hit “Medo de Amar” (Maurício Bressan), atualmente o samba mais tocado do Brasil, passando por “Lama nas Ruas” (Zeca Pagodinho, parceria com Almir Guineto), “Te Amo” (Grupo Raça*), “Amor que não Sai” (Ivete Sangalo*), “Primeiro Beijo” (Art Popular) e uma homenagem ao seu mestre Arlindo Cruz, numa interpretação emocionada de “O Bem” e “Será que é Amor?”. “Arlindo é uma pessoa que tenho, além de uma admiração incrível, um amor incondicional, por tudo que ele é e pelo que já fez por mim”, declarou Karinah.
O balé  coreografado por Vicente Ross foi mais um toque especial do espetáculo, ressaltando números importantes como a abertura “Alvoroço” (sucesso de Leny Andrade da década de 70*), as releituras de “Mania de Gostar” (Elis Regina*) e “Num Corpo só” (Maria Rita*); e ainda nas surpreendentes canções pop “Dona de Mim” (Iza*) e “Save The Last Dance For Me” (Michael Bublé*), rearranjadas para o samba por Jota Moraes e Boris Bass, diretor artístico do show, e que arrancaram aplausos efusivos da seleta plateia.
A energia feminina dentro e fora dos palcos é uma forte característica de Karinah. Mirar os holofotes e valorizar a mulher no samba é uma de suas bandeiras. “Eu sei que esse quintal é muito mais dos meninos que das meninas”, disse ela no camarim aos cantores convidados antes da apresentação. “Mas a gente tem muita humildade e precisa muito de vocês. Vamos ajudar as meninas no samba”, pediu. E só recebeu apoios de volta. “Sem dúvida, vamos juntos. Não somos nada sem vocês”, respondeu Dudu Nobre. “Karinah, conte comigo. Você canta demais, é uma pessoa maravilhosa, muitas vitórias em sua caminhada”, desejou Xande de Pilares. Os cantores, inclusive, abrilhantaram ainda mais a festa, dividindo com Karinah seus sucessos no palco, como “O Amor Chegou”, “Fulminante” e “Eu Mereço Ser Feliz” (Mumuzinho), “Quem é Ela?” e “A Grande Família” (Dudu Nobre) e “Coração Radiante” e “Tá Escrito” (Xande de Pilares”).
Karinah não poderia estar melhor neste seu recomeço. A superprodução da noite – show e festa – foi assinada pela equipe da Fanática Entretenimento, comandada pelo empresário Sergio Monza e o produtor executivo Marcelo Vilella. “Quero agradecer aos senhores Luís Cerqueira e Álvaro Gayoso pela amizade rica e sólida e por apoiarem nosso lançamento no Píer Mauá, um dos lugares mais incríveis do Rio de Janeiro”.
Em 2020 ela parte para a estrada e mergulha nos shows e promoção de seus novos trabalhos. Como uma boa filha de Iemanjá, Karinah abraça e atrai todos para perto de si. Sem medo, com o coração cheio de amor e rodeada de boas vibrações, como uma pescadora  que lança sua rede e acolhe os amantes da música para sua beira-mar.
A energia feminina dentro e fora dos palcos é uma forte característica de Karinah. Mirar os holofotes e valorizar a mulher no samba é uma de suas bandeiras. “Eu sei que esse quintal é muito mais dos meninos que das meninas”, disse ela no camarim aos cantores convidados antes da apresentação. “Mas a gente tem muita humildade e precisa muito de vocês. Vamos ajudar as meninas no samba”, pediu. E só recebeu apoios de volta. “Sem dúvida, vamos juntos. Não somos nada sem vocês”, respondeu Dudu Nobre. “Karinah, conte comigo. Você canta demais, é uma pessoa maravilhosa, muitas vitórias em sua caminhada”, desejou Xande de Pilares. Os cantores, inclusive, abrilhantaram ainda mais a festa, dividindo com Karinah seus sucessos no palco, como “O Amor Chegou”, “Fulminante” e “Eu Mereço Ser Feliz” (Mumuzinho), “Quem é Ela?” e “A Grande Família” (Dudu Nobre) e “Coração Radiante” e “Tá Escrito” (Xande de Pilares”).
Karinah não poderia estar melhor neste seu recomeço. A superprodução da noite – show e festa – foi assinada pela equipe da Fanática Entretenimento, comandada pelo empresário Sergio Monza e o produtor executivo Marcelo Vilella. “Quero agradecer aos senhores Luís Cerqueira e Álvaro Gayoso pela amizade rica e sólida e por apoiarem nosso lançamento no Píer Mauá, um dos lugares mais incríveis do Rio de Janeiro”.
Em 2020 ela parte para a estrada e mergulha nos shows e promoção de seus novos trabalhos. Como uma boa filha de Iemanjá, Karinah abraça e atrai todos para perto de si. Sem medo, com o coração cheio de amor e rodeada de boas vibrações, como uma pescadora  que lança sua rede e acolhe os amantes da música para sua beira-mar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.