Coopermiti divulga pontos de descarte que mais receberam lixo eletrônico em 2019
O levantamento mostra que os shoppings centers se tornaram grandes aliados para receber aparelhos eletrônicos quebrados ou sem utilidade
Os centros de compra da capital se tornaram também centros de conscientização. O levantamento realizado pela cooperativa de reciclagem de eletroeletrônicos, Coopermiti, revela que os shoppings centers da capital foram os pontos de descarte que mais receberam equipamentos quebrados ou sem uso em São Paulo. Somente o Santana Parque Shopping, na zona norte, recebeu 4.323,91 quilos e foi o principal endereço de coleta em 2019.
Os visitantes do Continental Shopping, no Jaguaré, também contribuíram bastante com a reciclagem de lixo eletrônico. Ao todo, foram 3.073,66 quilos de aparelhos entregues que obtiveram um destino sustentável e não foram parar em terrenos baldios ou aterros. Na natureza, os componentes liberam substâncias tóxicas como Mercúrio, Cobre, Cádmio e, além disso, impedem que os materiais sejam reaproveitados pela indústria na produção de novos dispositivos - diminuindo o impacto ambiental.
Entre os parques parceiros da Coopermiti na capital, o Parque Cordeiro, na zona sul, recebeu dos frequentadores 3.241,63 quilos durante o ano. O resultado superou outros PEVs que também são parceiros como o Parque Severo Gomes com 844,19 quilos e o Parque da Previdência com 596,72 quilos.
Já entre as subprefeituras, a da Vila Mariana recebeu a maior quantidade de eletrônicos, foram 1.783,11 quilos recebidos e coletados pela cooperativa de reciclagem. Em segundo lugar, a subprefeitura do Ipiranga (628,88), seguida pela subprefeitura regional da Penha (531,65). Os resultados de 2019 mostraram um maior engajamento dos paulistanos no descarte correto de eletrônicos, no entanto, ainda assim a cooperativa trabalha com apenas 30% da capacidade de reciclagem devido a falta de descartes de aparelhos quebrados ou sem uso.
Atualmente, a Coopermiti conta com postos de coleta espalhados por São Paulo e Grande São Paulo. Para colaborar com a cooperativa ou saber os endereços mais próximos acesse: http://coopermiti.com.br