Cultura Nacional E Internacional É Explorada Em Reportagens Visuais Da Empresa Júnior De Jornalismo Da USP

  Cultura Nacional E Internacional É Explorada Em Reportagens Visuais Da Empresa Júnior De Jornalismo Da USP

Reportagens sobre literatura, quadrinhos, música e cinema ganham destaque em formato visual produzido para editoria Traço e Grafia da Jornalismo Júnior

("Como o K-Pop dominou o mundo” conta a ascensão do gênero no cenário mundial [Imagem: Reprodução/ Jornalismo Júnior])

A Traço e Grafia é a editoria do núcleo de Comunicação Visual da Jornalismo Júnior,  veículo formado por alunos de jornalismo da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), em que são postadas Infográficos e Reportagens Visuais. Literatura, quadrinhos, música e cinema: esses são os temas abordados nas reportagens visuais produzidas pela Jornalismo Júnior. As produções são dedicadas a oferecer conteúdo e informação de qualidade fora do modo convencional.

O núcleo de Comunicação Visual se dedica a produção e organização das publicações. Ao abordar temas como k-pop, live actions, história mundial nas histórias em quadrinhos e a traição na literatura, a proposta é atrair os mais diversos públicos, tanto os que já entendem dos assuntos tratados, quanto os que ainda querem conhecê-los.

Na reportagem visual “A traição na literatura”, os repórteres abordam a traição como um fenômeno que movimenta as histórias e que foge da esfera romântica, e vai até amizades, religiosidade e a traição a si mesmo. Ao longo da reportagem, eles detalham cada um dos tipos e exemplificam com acontecimentos da literatura nacional e internacional. 

(“A Traição na Literatura” foi a última reportagem visual publicada no portal da Jornalismo Júnior este ano. [Imagem: Reprodução/Jornalismo Júnior])

Já na reportagem “Como o k-pop dominou o mundo?”, produzida no início do ano, os repórteres se debruçam sobre o histórico do estilo musical, desde sua origem até a ascensão de sua popularidade. Além disso, detalham dados estatísticos do sucesso nas plataformas e outras curiosidades marcantes do gênero.

Por fim, a reportagem “A era dos live actions”, de 2019, aborda essa temática a partir da comparação das obras originais com as adaptações. As repórteres, além de analisarem o histórico de ambas as versões, também trazem curiosidades interessantes de cada uma delas. 

Ao passo que os integrantes da empresa adquirem experiência e exploram sua criatividade, proporcionam aos leitores um conteúdo informativo acessível e de qualidade. Essas e outras produções da Jornalismo Júnior estão disponíveis no site www.jornalismojunior.com.br

Confira também a editoria Traço e Grafia: LINK

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem